Páginas

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Pessoas sensíveis


Nossa, todo mundo tem seu lado sensível, mas o meu nos últimos anos está aflorado. É engraçado como as pessoas insistem em se esconder atras de um sorriso para não transparecer suas tristezas, isso é bom, às vezes. Acho fofo quem chora por tudo, por uma amor do passado, por uma oportunidade perdida, por algo que ameaçou a ser, por uma felicidade momentânea, por uma música que retrata um momento, uma pessoa, acho fofo apenas. Pessoas sensíveis de fato sofrem mais, mas vivem mais, pois se entregam por inteiro, se jogam. É como eu sempre digo essa frase da Clarice Lispector;  'Não sei me doar pela metade. Não sou meia amiga e nem meio amor. Ou sou tudo ou nada'. 
Sou observadora, detalhista, perfeccionista isso tudo me leva sempre ao meu lado sensível. Gosto de cuidar das pessoas, mas como cuidar sem levar meu lado sensível? Apenas levo. Sou durona, ignorante, fria, mas sensível. Choro por tudo, choro só, no meio da noite, na madrugada, choro apenas quando estou só. Sei que é chato ficar perguntando o porquê de estar chorando, o bom mesmo é substituir as palavras por um abraço, um deita aqui no meu colo, pegar na mão, ficar perto. 
As pessoas sensíveis são especiais. Elas conseguem sentir todos os matizes e todas as variações de cores e afetos, enquanto que a maioria apenas distingue o preto do branco. São as pessoas sensíveis aquelas que saboreiam os pequenos prazeres como grandes milagres da vida. Também são aquelas que mais se entristecem com os atrocidades de todos os dias, que choram com o sofrimento dos mais fracos. São as pessoas sensíveis que conseguem eternizar tanto a Beleza como o Horror porque não esquecem, nunca se esquecem… 




Thais Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ai, a gente pode até tentar se entender.
Volte sempre =)