Páginas

segunda-feira, 3 de março de 2014

[...] Meio nublado, foi assim como amanheceu o meu interior.


Tomei uma xícara de café, sai para dar uma volta na praia. O dia estava lindo, as águas do mar calmo na sua superfície, o vento soava uma canção que acompanhava o canto dos pássaros. Uma brisa leve acalmava o que antes parecia uma tempestade. Após andar alguns quilômetros, sentei-me a beira da praia, olhei o infinito que estava diante dos meus olhos. Me perdi naquela imensidão de águas que se encontrava na minha frente, e por alguns segundos eu me achava, me transportei bem pra perto de você. Me vi ali, abraçada a você, num só corpo, numa só alma. E por um momento de descontração eu caia na real, não havia nada além de mim, de mim e o vazio existencial daquela manhã. Aquela manhã, meio nublado no meu interior.

Thais Ferreira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ai, a gente pode até tentar se entender.
Volte sempre =)