Páginas

domingo, 14 de maio de 2017

[...] O alto preço de uma noite só

Olhar delicado e sorriso discreto, pele quente e mãos de veludo, palavras doces e toques suaves.
Ela sabe que não é amor para uma noite só. E num dia qualquer de dezembro, resolveu se entregar para uma amante que vive de uma noite só. Mal sabia ela, que a amante já a amava a um tempo. 
E agora entregues ao momento, ou o que deveria ser apenas um momento, a doce menina se entrega amante. 

A amante já acostumada com breves encontros, não lhes poupou frieza.
Numa curta frase se resume o encontro:
- Fica, fica até quando quiser. E quando partir, parta sem cerimonia.

Ah, meu caros amigos, a doce menina se entregou a amante de forma tão pura, e amante nunca havia sido amada daquela forma. Não sei ao certo, a amante vive a suspirar pela doce menina.
Agora escreve por onde passa para a doce menina.
-Um amor que ficou tão pouco tempo nos meus braços. Agora, ficou presa para sempre nas minhas lembranças.

A doce menina e amante tentam se reencontrar. 

A doce menina parece pisar no amor da amante.
A amante agora vive a chorar pelos cantos pela breve história vivida com a doce menina.

Agora, a amante  e a doce menina vem o alto preço de uma noite só. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário ai, a gente pode até tentar se entender.
Volte sempre =)